Informativos

Notícias


Como melhorar a alimentação dos adolescentes?



Se fazer com que uma criança se alimente de forma correta, absorvendo todos os nutrientes de que precisa para crescer saudável, é uma tarefa cada vez mais difícil no mundo dominado pelos “enlatados, embutidos e processados”, imagina fazer com que os adolescentes ingiram comidas saudáveis e façam refeições sentados à mesa com a família. Complicado, né?

Mas os pais devem ficar atentos: a mudança para a alimentação menos saudável, justamente no momento em que se necessita de grande quantidade de nutrientes, pode comprometer o desenvolvimento e favorecer o aparecimento de doenças cardíacas, pressão alta, obesidade e depressão. 

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) explica que a opção dos adolescentes pelos alimentos menos nutritivos se dá por dois motivos: os jovens passam menos tempo em casa e a maioria faz somente uma refeição com a família. Na rua, fast foods e produtos industrializados acabam sendo mais atraentes porque são práticos e estão prontos para o consumo, mas os lanches e as refeições rápidas geralmente têm grandes concentrações de açúcares simples e gorduras, além de serem pobres em vitaminas, sais minerais e fibras.

A nutricionista da Unimed Vitória, Aline Sarmento, explica que estes produtos, quando consumidos frequentemente, favorecem a carência nutricional de ferro, zinco, cálcio e vitaminas. “Tanto os excessos, quanto as restrições alimentares, podem provocar problemas como peso acima do ideal, diabetes, excesso de colesterol, hipertensão, depressão e doenças cardíacas nos adolescentes”, alerta.

O que fazer para o adolescente comer melhor? 

• Faça as refeições com o seu filho; 
• Planeje refeições balanceadas;
• Não prepare grandes quantidades;
•Compartilhe com seu filho a compra e elaboração do cardápio