Galeria


Alimentação e exercícios: combinação perfeita na luta contra a diabete


No dia 07 de novembro, o Viver Unimed reuniu todos os participantes das turmas de 2013 do Programa de Diabetes para uma tarde de palestras e orientações sobre alimentação e exercícios físicos. O evento faz referência ao Dia Mundial do Diabetes, comemorado em 14 de novembro. Para começar, as enfermeiras aferiram a pressão e mediram a glicose de todos.

Em seguida, Alexandre Novelli, gerente de Medicina Preventiva, deu as boas vindas aos pacientes. “Mais do que tratar doenças, falamos em saúde, pois é assim que a Medicina moderna já trabalha”, relacionou o médico. Após a abertura, Jorge Miranda, clínico geral, iniciou sua palestra e demonstrou preocupação com o nível de estresse de algumas pessoas. De acordo com as enfermeiras, a maioria estava com a frequência cardíaca acima de 70.

“O sedentarismo já ultrapassou o tabagismo como a maior causa de morte. Por ano, são mais de 5 milhões de mortes em virtude da falta de exercícios. Depois que você se adapta à atividade física, ela se torna mais prazerosa. E devido a relação da obesidade com a diabetes, muitos especialistas estão denominando a doença de ‘diabesidade’”, explicou. Para tornar a apresentação dinâmica e atrativa, o médico distribui exemplares do seu livro “Fábrica de Vida” para quem estava presente.

Para complementar a prática de atividades físicas é fundamental uma alimentação saudável. Por isso, Rosina Erthal, endocrinologista, deu algumas orientações aos pacientes sobre como melhorar o controle da diabetes por meio de uma boa alimentação. “No Brasil, são 15 milhões de diabéticos e há uma projeção para que em 2025 esse número seja de 380 milhões. No caso do diabético tipo 2, muitas pessoas não sentem os sintomas e, por isso, ainda não sabem que estão doentes. Mas, a parte positiva é que todas as complicações são evitáveis com controle e tratamento”, disse.Confira abaixo os dez mandamentos da boa alimentação citados pela médica.

Túlio Marcelo e Rosana Rodrigues Bezerra são casados e frequentam juntos o Viver Unimed. Ela tem a diabete tipo 2, é hipertensa e tem pancreatite crônica. E o marido acompanha a esposa e também aprende sobre a doença para repassar os cuidados para a família e os amigos. “A minha glicose era 370 e passou para 135 depois dos encontros na Unidade. Além disso, a minha pressão baixou e vou começar a fazer exercícios. Agora, eu consigo colocar em prática tudo que a médica diz”, revela Rosana.

Para encerrar a tarde com disposição, Julio César de Oliveira Júnior, educador físico, deu orientações sobre como incluir as atividades físicas no dia a dia e motivou as pessoas para se exercitar.

Os dez mandamentos da boa alimentação:

1 – Estabeleça horários para as refeições (cinco a seis por dia).

2 – Consuma variados tipos de verduras, legumes e frutas. Use sempre aqueles de coloração intensa como os verdes escuros e amarelos.

3 – Escolha alimentos ricos em fibras (como verduras, frutas e legumes), leguminosas (feijões), cereais integrais como arroz e pão integral e farelos (aveia, trigo).

4 – Evite alimentos ricos em açúcar, gorduras saturadas e trans, balas e guloseimas.

5 – Consuma pouco sal de cozinha; evite alimentos com alto teor de sal. Prefira ervas (salsa, coentro, cebolinha, orégano), especiarias e limão para tornar as refeições mais saborosas.

6 – Diminua o consumo de gordura.

7 – Evitar o fumo e as bebidas alcoólicas.

8 – Beba água, evite refrigerantes.

9 – Mantenha um peso saudável.

10 – A comida saudável é para toda a família.